Carros, Estilo

Envelopamento de carros necessita de cuidados especiais

Os amantes de carros sempre têm algo a mudar nas suas belezinhas, não é mesmo? Com certeza você já viu passando na rua carros que tenham sido envelopados das mais diversas cores, mas será que os donos desses veículos tomaram os devidos cuidados?

A CESVI BRASIL está alertando sobre as práticas de envelopamento de carros e os devidos procedimentos que o motorista deve ter para não ter dor de cabeça futuramente.

Danos a pintura e o bolso do motorista podem acabar sofrendo caso o procedimento seja realizado de maneira errada.

Gerson Burin, coordenador técnico do Centro, explica quais tipos de envelopamento existem. “Atualmente, os mais comuns são o em vinil, a partir da aplicação de películas de PVC na lataria, e o em líquido, com uma tinta emborrachada, que seca e também vira uma espécie de adesivo facilmente removível”, comenta.

“Quando optar por fazer algum tipo de envelopamento, é importante escolher um local com boas referências e que use produtos com certificação e de procedência. Todo cuidado é pouco. Produtos baratos podem ser difíceis de remover e podem danificar a pintura do automóvel, especialmente se for repintado em superfícies do veículo que já sofreram algum tipo de reparo na pintura”, complementa Burin.

Segundo o especialista, “quando materiais inferiores são usados, é comum que pedaços dos adesivos fiquem presos à lataria ou que ocorra a formação de bolhas de ar no adesivo. Nos dois casos o envelopamento precisa ser removido com a aplicação de produtos químicos e solventes ou o uso de agulhas e as duas práticas podem danificar a pintura.”

Após todo esse processo de adesivagem, é necessário atualizar o documento junto ao DETRAN, já que considerado infração grave conduzir um veículo com cor ou característica natural modificada.

Post AnteriorPróximo Post