Comida, Estilo

Indústria alimentícia pode gerar inovação através de plataforma que reúne ideias e novos produtos

Uma plataforma de inovação que permite que consumidores apresentem desejos ainda não atendidos pelo mercado. As empresas conectadas e que desejam apropriar dessas sugestões e desenvolvê-las poderão fazer isso através da plataforma idealizada pela Duas Rodas.

Com a primeira fase lançada no começo deste ano, a plataforma já conta hoje com 235 ideias postadas por consumidores de perfis diversos: profissionais do segmento de alimentação, estudantes, além de pessoas que, embora sejam leigas no assunto, também contribuíram com sugestões altamente criativas, como, por exemplo, uma mistura em sachê para a produção de smoothies, palitos de picolé comestíveis e forminhas de cupcakes aromatizadas e também comestíveis, entre tantas outras.

“A ferramenta é como uma startup ligada a todas as empresas conectadas a ela. É um acelerador no processo de captação de ideias e traz a possibilidade de ouvir quais são as necessidades dos consumidores que hoje não são atendidas pelo mercado. Qualquer indivíduo que pense em um novo produto pode cadastrá-lo na Planta e a companhia que se interessar pode avaliar essa sugestão e, futuramente, comercializá-la, atendendo a desejos específicos de consumidores cada vez mais exigentes”, explica Fernando de Jesus, coordenador de Inovação da Duas Rodas e responsável pelo projeto.

Hoje, há seis ideias em estágio de desenvolvimento que estão sendo analisadas sob o ponto de vista de conveniência e possibilidade de levar o produto ao consumidor. A Duas Rodas também está estudando a viabilidade de outras dessas sugestões, que ainda podem ser aproveitadas por outras empresas.

Nesta nova fase do projeto, o objetivo é aumentar a divulgação junto a universidades, bem como aumentar a conexão com as empresas que podem se beneficiar do conceito da plataforma.

“O que queremos é incentivar a inovação colaborativa no segmento alimentício. Uma nova ideia sempre traz um estímulo inovador, pois para viabilizá-la é preciso estudar novas texturas, sabores, aplicações, formulações, ingredientes, enfim, tudo começa a partir de uma boa ideia que pode vir de onde menos se espera. É importante buscarmos essa inovação constante, para que sejamos cada vez mais assertivos no atendimento ao nosso mercado”, finaliza Fernando de Jesus.

Para conhecer mais sobre a Planta e enviar ideias, basta acessar: http://www.planta.vc/

Post AnteriorPróximo Post